quarta-feira, 28 de abril de 2010

Vai quem já nada teme...

video
"No fundo do mar, jazem os outros, os que lá ficaram
!"

segunda-feira, 26 de abril de 2010

letting the cables sleep...


Por vezes falhamos aos nossos Próprios compromissos, pagamos com as consequências da nossa falta de esforço, paciência ou até força de vontade. Verdade é quando ouço para me abstrair do meio que me envolve mas, sinceramente, já nem sei em que meio me encontro. Mesmo o lado "mau" por vezes parece bom. Posso estar a ser ingrato mas, muito honestamente, às vezes sinto que não pertenço aqui, que a minha vida não é nada disto exceptuando um ou outro ponto.
Tenho um sonho específico, um medo estúpido e um objectivo involuntário que não consigo conjugar com a minha razão de viver. A vida é umas férias que a morte nos dá, hoje estamos aqui, amanhã sabemos lá... Quero é aproveitar a minha rica e estúpida adolescência, aprender com os tombos para não dar razão àqueles que dizem "tens sempre quem te ajude a superar tudo".
Se calhar o que me falta é força, muito provavelmente sou um corpo fraco com uma mente fraca...
Digo sempre as mesmas coisas, mas isso só quer dizer que sou estável a nível de angústia, e ainda mal...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Start the day with a big smile...

Your day will get great if you just...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Risk...


"Look, if you had one shot,
or one opportunity
To seize everything you ever wanted
-One moment
Would you capture it
or just let it slip?"

domingo, 11 de abril de 2010

I used to be a little boy...

I used to be a little boy
So old in my shoes
And what I choose is my choice
What's a boy supposed to do?


Palavras de uma noite mal passada...


Futuro, falas-me sempre no futuro: "não conseguirás evoluir se continuares onde estás". Acredito, aquilo não é a grande cena...
Cresci a ouvir MLJ4, Ponto Come, The Bloom e talvez foi isso que me adoçou ainda mais o gosto, ahah qual gosto? O AMOR que tenho pela música. Sim, estou a falar de ti... Provavelmente não vais ler isto a não ser que te envie mas deixa lá, não faz mal não fazeres parte do 1% ou 2% das pessoas que visitam este blog de chacha... Por acaso dava-me um jeitaço que cá viesses mas enfim...

Estou mortinho por começar o novo projecto contigo e tenho a certeza absoluta que com ele irei evoluir, terei a oportunidade de tocar em sítios que nunca toquei, quem sabe no palco das Sebastianas, gravar em estúdio, eu sei lá... "Tudo isso é muito bonito, mas é preciso muito trabalhinho e dedicação!". Certo, mas não sou eu aquilo a que tu chamas de "aluno exemplar"? Não sou eu aquele manelzinho que quando não tem mais nada que fazer se agarra às pautas e às cordas como se não houvesse amanhã?
Este sou eu, um rapazito qualquer que por sorte nasceu com o dom da música. Chego ao ponto de achar que quem não percebe nada de música ou que não aprecia música é menos feliz que eu (o que pode não ser verdade).
Porque afinal de contas, a música é uma das poucas coisas que me faz continuar neste mundo de merda!
Sinto que tenho algo para dar ao mundo, não tenho é meios de lho entregar.
Convencido eu? Ok, que queres que te mostre amigo? Não, não sou um fenómeno, de todo, nem quero. Mas realmente, quando alguém não é reconhecido pelo seu trabalho e o seu esforço...

They don't wanna hear what I have to say (knowledge about real life), lembras-te? Foste tu que escreveste... Será que estavas com os mesmos pensamentos que eu?
"És igualzinho ó teu padrinho! Até na teimosia!" diz a minha mãe... Mas não lhe chamaria teimosia, chamo-lhe insistência, força de vontade, posso me chamar até "osso duro de roer"... Não é qualquer tombo que me faz ficar no chão, oh filhinho, tira o cavalinho da chuva...

Quero mais, preciso de mais, quero ensaios às toneladas e oportunidades de mostrar aquilo que eu valho, para poder dizer na cara daqueles "conhecidos", que sempre me deitaram abaixo: "queres um autógrafo?? Ok, COMO TE CHAMAS?"
Dêem-me uma rampa de lançamento porra... se aí não conseguir mostrar o meu valor, aí sim, podem dizer mal de mim à vontade mas parem de me julgar até verem algo de mim...
Desculpem a arrogância mas não me banalizem como um rapazola que "sabe tocar viola". A rapazolas assim dei eu aulas...
Quero ser mais feliz! Isto é o que me falta. Isto, vai ser a grande cena...
Obrigado a todos os que apoiam, quanto aos outros, blá blá blá…

Do teu afilhado, sobrinho,conhecido, amigo, ex-amigo, primo, whatever: Rui Jorge Taipa, 16 anos, Freamunde. 10/4/2010 4:28am

sábado, 10 de abril de 2010

give away all this pain...

Narcisus reflex


When alone, I talk to myself... Crazy? Maybe!




come you masters of war...

video

Come you masters of war
You that build all the guns
You that build the death planes
You that held all the guns
You that hide behind walls
You that hide behind desks
I just want you to know I can see through your masks

You that never done nothing
But to build to destroy
You play with my world
Like it's your little toy
You put a drug in my head
Then you hide from my eyes
Then you turn and run following the fast foolish line

Like Judas of old
You lie and decieve
A world war can be won
You want me to believe
But I see through your eyes
And I see through your brain
Like I see through the water that runs down my drain

You that fasten all the triggers
For the others to fire
Then you sit back and watch
While the death count gets higher
You hide in your mansions
While young peoples blood
Flows out of their bodies and is buried in the mud

You've thrown the worst fear
That could ever be hurled
The fear to bring children
Into this world
For threatening my baby
Unborn and unnamed
You ain't worth the blood that runs in your veins

How much do I know
To talk out of turn?
You might say that I'm young
You might say I'm unlearned
But there's one thing I know
Though I'm younger than you
Even Jesus would never forgive what you do

Let me ask you one question
Is your money that good?
Will it buy you forgiveness?
Do you think that it could?
Oh I think you will find
When your death takes its toll
All the money you made will never buy back your soul

And I hope that you die
And your death'll come soon
I'll follow your casket
In the pale afternoon
And I'll watch as you're lowered
Into your deathbed
And I'll stand on your grave till I'm sure that you're dead


Fuck you all masters of war!
.|.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Sort of hard "work"...

Wanna be the best??
Work like there's no tomorrow!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Papá, por favor...*-*



Nomes como The XX, Kasabian, Alice in Chains, Faith No More Skunk Anansie, PEARL JAM, LCD Soundsystem, Gogol Bordello (LOL'),(...)

-Vá lá, eu prometo que fico sóbrio durante o festival todo! =P

Adeus 50% das Sebastianas! Olá Oeiras =D

sábado, 3 de abril de 2010

Opção a) / Opção b)


Na vida vamos passando por situações que nos obrigam a escolher qual o caminho a seguir.

Amizades prendem-nos nas nossas decisões mas se formos sempre atrás dos amigos não estaremos a seguir o nosso futuro mas sim o dos nossos amigos...
"Tu mereces melhor do que isto e aqui não vais conseguir evoluir"-> Quem me diz que ele está correcto?? Não posso eu ser um fenómeno da música, e fazer o meu percurso de acordo com a banda que escolhi...? É para amigos mas o que é certo é que os amigos gostam bastante...
Uma escolha não invalida a outra mas uma coisa é certa, dum lado tenho:

--> a) trabalho, bom material, músicos experientes, família, formação enquanto músico e enquanto pessoa
--> b) amizade, concertos aqui e ali, boa disposição e alegria, canecos...
Como escolher entre o que nos faz bem e o que pode (quiçá) fazer-nos melhor, sem saber se realmente me fará melhor??

Este é o meu sonho, e, digamos que desde que me lembro que te vejo em palco, e não é por fazeres parte da minha família que deixas de ser o meu ídolo...

Escolhi, vamos ver no que é que dá... "Aventurei-me!"

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Dependência...


Não me sinto a mesma pessoa quando estás longe.

"Longe da vista, perto do coração" mas, é impressionante como só passou um dia e eu já me sinto perdido, sem nada pra fazer. A guitarra já não me dá pica (o que é estranho).
Dantes descarregava os problemas nas cordas e no som, agora, isso não me chega. Parece que sem ti ao meu lado o mundo fica mais escuro.

Não tens culpa nenhuma, afinal também tu tens saudades, mas Nós não somos mesmo normais ( e ainda bem) porque basta passar uns minutos pra já estarmos com saudades...

Se calhar por o ambiente à minha volta não ser o mais agradável é que tento tanto estar contigo mas, não me arrependo, porque, os melhores momentos que tenho tido foram passados contigo e muitas vezes graças a ti...

Preciso de ti tanto como de água... <1+2

Já dizia a lenda...



"I was
born
to
love you"